Entenda como funciona a tabela de frete da ANTT

A ANTT é uma sigla para Agência Nacional de Transportes Terrestres, que é encarregada por estabelecer preços mínimos para cargas e fretes de lotação. Esse tipo de carga é exatamente o que o nome sugere: quando o transporte de carga é ocupado em sua totalidade! 

Para isso, fazem o cálculo de todos os custos (fixos e variáveis) e disponibilizam a tabela para todo mercado de serviços de fretes do país.

Vale lembrar que essa tabela é refeita todo semestre, o que quer dizer que toda tabela de frete da ANTT tem prazo de validade – já que os valores de pedágios, tributos, seguro do veículo e outros custos de transportar cargas mudam não são definitivos. 

Vale a pena destacar também que os valores dependem também do tipo de carga, da quantidade de eixos usados e da quilometragem rodada. É por isso que todos os especialistas em frete precisam dessa tabela para definir o valor do serviço que irá oferecer!

Quais são os custos fixos?

Os custos fixos para toda empresa de fretes fazem parte dos gastos com todos os veículos, independente se estão sendo usados ou não, sendo esses:

  • Licenciamento; 
  • IPVA;
  • Seguro obrigatório para veículos de transportadoras;
  • Manutenção do veículo (parte mecânica e estética);
  • Remuneração de capital; 
  • Tributos do veículo. 

Isso quer dizer que, quando o veículo para frete é usado com frequência, tudo isso deve ser pago. Porém, se não for usado com frequência e não render nenhum lucro, também será necessário arcar com todos esses gastos.

Quais são os custos variáveis?

Ainda que seja uma empresa de pequenos fretes, os custos variáveis fazem parte do orçamento de gastos. O melhor é que, nesse caso, só se gasta de acordo com a frota usada! 

Esses custos podem ser: 

  • Combustível; 
  • Lavagens internas e externas; 
  • Lubrificante;
  • Possível troca ou inserção de peças, materiais e acessórios;
  • Pneus;
  • Entre outros. 

Dica bônus!

É certo que toda transportadora para empresas tem ferramentas adequadas para calcular o preço dos fretes tendo base na tabela ANTT, mas vale a pena você saber como esse processo funciona. 

Primeiro identificam o tipo de frete realizado e utilizam a tabela para pegar a referência. Depois calculam a distância do frete e procuram na tabela o valor correspondente a essa distância para o tipo de carga. Assim conseguem ter o valor mínimo que podem cobrar pelo serviço! 

Devemos lembrar que quem não pega a tabela da ANTT como referência para preço de fretes e cargas está sujeito a multas – custando o valor do pagamento do dobro da diferença do frete, descontando o valor já pago. 

Para você que precisa fazer fretes, mas não quer se preocupar com esses detalhes e nem quer gastar muito para ter um serviço de qualidade, pode contar com a Pequenos Fretes! É a melhor solução para unir o útil ao agradável. 

Além disso, é a maneira perfeita de evitar gastos absurdos com uma frota própria.